Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI COMIDA POR UM COROA NO CINEMA

Eu sou uma garota de 19 anos, tenho 1,63 de altura, branquinha, tipo falsa magra, peitinhos pequenos, nariz afinilado, cabelos prestos tipo chamel, com uma tatuagem de pezinho no pescoço.Está é minha descrição.Bom era um domingo a tarde e estava na casa de minha avá, ela tinha uma reunião na casa de umas senhoras e acabei ficando sozinha em casa, como morava no centro da cidade, resolvi dar umas voltas.Passei enfrente ao cinema e estava pra começar um filme, faltava uns dez minutos.Estava lendo a legenda pelo lado de fora, quando um senhor chega do meu lado e diz: Este filme deve ser bom.Olhei serio pra ele e não dei confiança, ele então se afastou, ficou me observando, quando olhei novamente em direção a ele. Ele me olhou serio e apertou com a mão seu pau por cima da calça.Fiquei sem graça, mais um calor me subiu e novamente olhei pra ele.Ele então desta vez apertou novamente o pau e mordeu os labios e fez sinal pra ir falar com ele, o filme já estava prestes a começar e todos que estavam circulando por ali entraram pra assistir o filme e a entrada ficou deserta, sá comigo e com ele, novamente não dei confiança, mais continuei ali lendo as legendas, quando derepente ele encosta do meu lado perguntando se eu iria assistir o filme,então respondi que não, que sá estava passeando e que não tinha trago dinheiro suficiente, então ele me fez um convite, seu eu gostava de assistir filme erático, olhei espantada pra ele então ele rapidamente antes de eu responder, disse que pagaria o ingresso e seu eu tinha curiosidade, disse que não e que estava indo embora, ele então disse que estaria na esquina seguinte se eu mudasse de idéia, sai então pela rua andando, mais minha cabeça rodava, meu corpo tremia e sentia meu sexo ficar molhada e excitada pensei um pouco e resolvi voltar, porque também sentia maior curiosidade de conhecer um cinema pornô e esta era a minha oportunidade.Voltei andando devagar e lá estava ele em pé na esquina,quando me viu fez sinal, me aproximei dele meio sem jeito, ele então quebrou o gelo, perguntou como eu me chamava, então eu disse meu nome: Amanda, ele disse que o dele era Oswaldo, perguntou minha idade disse: 19 anos perguntei a sua ele disse: 57 anos, tinha idade pra ser meu pai aquele velho safado.Já era 19:00 mais ou menos, ele então me perguntou se queria mesmo assistir o filme com ele, perguntei como era lá dentro e se eu sendo menor de idade poderia entrar, ele então me disse que o porteiro era amigo dele e que iria dizer que eu era sua sobrinha e que lá dentro era normal como qualquer cinema e que entrava casais, fiquei mais animada e fui com ele, entramos, fiquei com muita vergonha, mais como era domingo estava tudo deserto. Ao entrar estava tudo escuro e pude ver sá homens lá dentro, fiquei com medo e disse que queria ir embora ele então pegou no meu braço e disse que eu era muito mimada, pra eu ficar quietinha e assistir o filme até a hora que ele quisesse ir embora, me desesperei, então ele me colocou sentada na poltrona e começamos assistir o filme, estava passando uma historia em que os guardas comiam as prisioneiras e maltratavam elas, comendo com força o cú e gozando na cara, fui me acostumando com o ambiente e comecei a ficar excitada, quando seu Oswaldo começou alisar minhas pernas, eu estava vestida com uma saia fina e uma brusa de coz abotoada na frente.Ele então foi subindo a mão até chegar no meu sexo e começou a me masturbar com seu dedo grosso eu além de ter feito sexo uma vez, ainda era apertada, pq meu primo tinha um pau pequeno e fino, ele então continuava a me masturbar e me puxar me dando beijos no pescoço e com outra mão desabotuou minha brusa pos meus seios pra fora e apertava e chupava e falava no meu ouvido pra assistir o filme e se eu estava gostando, eu não parava de gozar, ele então pegou minha mão e colocou em cima de seu pau e pediu que tirasse pra fora, quando pulou vi um pau mediano mais muito grosso, então me mandou chupar eu estava como uma piranha naquele local e não poderia sair sozinha, tinha me transformado numa escrava daquele velho, ele então abaixou minha cabeça em direção a seu pau, tinha um cheiro forte de sexo, então comecei a lamber com um pouco de nojo, ele então foi aspero e falou chupa com vontade sua putinha e forçou minha cabeça, então chupei com vontade até que senti ele se estremecer e jogar sua porra toda na minha cara. Me puxou e começou a me lamber e enfiar sua lingua grossa na minha boca num beijo frenético, meteu novamente o dedo na minha buceta e voltou a me masturbar, foi quando senti outra mão segurando meus seios, era um homem escuro que estava do nosso lado assistindo a tudo, mais estava tão escuro que não pude perceber, o velho seu Oswaldo disse que era um amigo dele chamado Antonio e se ele poderia participar, pedi a ele que não, não aguentaria, eles então rindo disseram: nás vamos te tratar bem putinha, disse que tinha que ir embora que minha vá estava me esperando e que já era tarde, então seu Oswado me disse que já iamos embora que a sessão já estava terminando e que todos tinham ido embora e que sá estava os dois e eu e mais uns tres sentados na frente e não tinha me visto, e se eles vissem iam querer também, mais que no outro lado da parede estava tudo escuro e agente poderia brincar, não tive escolha e fui com aqueles dois canalhas. O Antonio então começou a me abraçar por tras e me beijar a nuca seu Oswaldo na minha frente mandando eu masturba-lo, seu pau começou a ficar muito duro ele então mandou eu chupar chupava e era chupada pelo Antonio, que logo tirou seu pau enorme, grosso e preto e mandava eu chupar, chupava um depois outro, então seu Oswaldo foi pra tras de mim, levantou minha saia, abaixou minha calcinha e começou a lamber meu cuzinho, comecei a gemer baixinho com o pau do Antonio na boca, passado uns cinco minutos seu Oswaldo começou a forçar seu pau grosso na entrada do meu cuzinho, segurou na minha cintura e forçou, dei um grito, Antonio então apertou minha cara no seu peito pra abafar, sentia muita dor, ele então falava no meu ouvido, calma gatinha é sá o cabacinho, rebola vai.....comecei a mexer e me acostumar, quando o Antonio desceu pra minha bucetinha e começou a lamber enquanto leva pau no cú do velho babão, que me chupava o pescoço e me falava palavras como vou te arregaçar sua patricinha metida, putinha, cadela, que eu era a mulherzinha dele dali pra frente, eu tinha orgasmos seguidos, foi quando seu pau explodiu dentro do meu rapinho me enchendo de porra. Ele se afastou seu Antonio então parou de chupar minha buceta, encostou na parede onde tinha um friso tipo calçada, ficou escorado mandou eu abrir a bunda com as duas mãos, disse que não aguentaria denovo no cuzinho, ele então beijava meu pescoço e disse eu quero sua bucetinha princesa, peguntei com cara de medo se poderia chupar porque era muito grande, ele então disse que eu iria gostar, então me virou de costa pra ele rapidamente e me deu um tapa forte na bunda que acho que ficou vermelha e disse anda menina abre logo a bunda.Abri com as duas mãos deixando minha buceta pequena e rosada bem arreganhada, ele então colocou a cabeça do pau na entrada e me puxou pra ele, senti seu pau me rasgando e encostando no meu útero, por ser magrinha e ele um negão forte, me levantava pela cintura num vaivem, entrou comigo num banheiro sujo e com espelho e falava, olha sua bucetinha engolindo meu pau, eu gozava, gemia alto e gritava não dando importancia pra mais nada, então ele gritou pode entrar, entrou o porteiro do cinema e mais dois velhos e começaram a se masturbar assistindo, seu Oswaldo ria e dizia tá gostando putinha do passei que te trouxe. Antonio me colocou em pé curvada e me comia e apertava meus seios, os velhos se masturbavam e me alisavam com a outra mão, foi quando Antonio, apertou meu seio com força e pude sentir sua porra quente inundando minha buceta, ele tirou e pude ver pelo espelho que estava muito arregaçada, então um dos velhos o porteiro começou a cheira-la e a passar a lingua e logo todos eles gozaram nas minhas pernas e seios. Estava toda melada o porteiro então me levou a um banheiro com chuveiro e tomei um banho, ele ainda me comeu debaixo do chuveiro. Logo depois sai com seu Oswaldo e Antonio pra ir embora, o cinema já tinha até sido fechado, me despedi deles e fui embora não os vendo nunca mais.A partir dali ficou louca pra ser convidada de novo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos pai ea mamae chuparao minha xoxotaConto meu marido me obrigou a trepar com o mendigofui toma uma no bar da coroa safadinha e acabei comendo seu rabinhocontos er tioconto erodico ladroescontos minha esposa grávida chupa paucontos eróticos de professor Gayas travestir mais bonitas e gostoza en imaje que se movimentamulheres no salão chupando e se masturbando com dançarinoconto erotico com o velho do asiloContos eroticos podolatria no hospitalContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primas balancando os pescontos eróticos verídico com mulheres na punheta no maridoContos incesto novinha calcinhaconto.erotico marido da minha amiga sexoSou casada eu e minhas filhas sendo fodidas contopintao d meu filho conto eroticcontos arrombado por cdcontos coxudas de saiaconto erotico provoquei e fui estrupadaContos de Capachos e submissos de garotascunhadinha dando o cu apoiando na mesacontos di mulheris que ralaram pela primeira vezria gosa pra minCONTOS EROTICOS DE SENHORAS FUDENDO COM GAROTOScontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoConto erotivo estupro veridicopapai encheu minha boca de porracontos eroticos de patroa velha pegando empregada chupando boceta ate gozar na bocacontos eroticos dando cu pro filhominha conhada mi bexandoconto erotico teen gy saradinhocontos eroticos chantageando a vizinhacontos mia subria noviacontos de tirador de cabaçocontos eroticos eu minha filha e seu amiginhomeu corno bebe porra de outro macho na minha buceta / contos eroticosvarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiacontos eróticos de gay e picudo pedreiroscontos amigo dorme em casa esposacontos erodicos comi professoras juntasConto erotico gey adolecentepornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãoconto erotico na lagoa com a familiacontlo erotco para pagar uma divida pedi minha mulher para se vestir como putafui trabalhar e meu marido usou minha calcinha fio dental contosPeguei meu cunhdo cheirando minha calcinha contoeroticoContos meu prefeito me comeu com fotoscomi a prima do meu pai com mais de 50 anos contos eroticos publicadoscontos eróticos velhachupei mas nao dei que pena contoscontos menage inesperadoconto porno gozando por acidentecontoseroticostesaocontos eróticos, fui brincar, virei putinha dos meninosconto eróticos putinha da famíliaconto erotico tia dançando com subrunocomi minha prima velhinha contomulher de chortinho aparesendo a beradia da bucetaCasada voltou bebada e sem calcinha em casa contoscheirinho.gostoso da bucetinha contoscontos eroticos detonou a crenteTrepadas no caminhao cabineNao aguéntei e meti o dedo no cu da minha irma no bisao contocontos gay chorei na pica do meu irmão violentoContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhtirei a saia da minhan e fudi com ela no banheiro pornodoidocontos tesão por calcinhacontos erot co dando a buceta pro cavalo e p ca grandesexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comContos eroticos com a mae da namoradaloira resebi anal depois de treinamentocontos erótico foderam minha namoradaMinha prima viu-me a mastuconto eróticos c afilhadacontos erotico gay fofinho dengosocontos eroticos escravoContos eroticos gay primeira vez traumatica